5 razões para fazer a manutenção preventiva do seu carro

Ninguém gosta de ser surpreendido com problemas com o carro. Mesmo assim, a maioria dos brasileiros costuma levar o veículo para a manutenção apenas quando ele apresenta algum problema.

Porém, como diz o velho ditado, prevenir é melhor do que remediar, e a manutenção preventiva ainda é a forma mais econômica de deixar seu veículo seguro, evitando acidentes e imprevistos relacionados às peças do carro.

Por isso, listamos abaixo os principais motivos para fazer a revisão do seu veículo:

 

1. Economia

Pode até parecer que não, mas um dos principais benefícios da manutenção preventiva é a economia. Um veículo com revisão em dia tem bem menos chances de ter uma peça quebrada ou com mau funcionamento.
E resolver qualquer problema de manutenção antes que o funcionamento da peça seja comprometido custa, em média, 30% menos1. Sem contar que um item com defeito pode provocar problemas em peças muito mais caras.

Além disso, o mau desempenho de componentes como velas, filtros de combustível, óleo e ar pode aumentar o consumo de combustível em até 25%2, o que acaba pensando no bolso.

 

2. Segurança

A falta de manutenção é uma das principais causas de acidentes com veículos. Dados da Companhia de Engenharia e Tráfego (CET) mostram que a falta de manutenção preventiva está relacionada a 46% dos acidentes urbanos e 14% dos acidentes em estradas3.

Fazer revisões periódicas em uma oficina de confiança é a melhor maneira de manter o seu carro em boas condições de uso, garantindo a sua segurança e da sua família.

 

3. Eficiência

A manutenção preventiva é responsável pelo desempenho adequado do carro. Afinal, um automóvel com peças desgastadas ou motor desregulado consome mais combustível e perde eficiência.
Na revisão, é feita uma análise completa das peças e sistemas do veículo, o que reduz ou mesmo impede falhas no desempenho dos equipamentos.

 

4. Vida útil

Realizados com certa frequência, alguns procedimentos ajudam a prolongar a vida útil do carro. É o caso das manutenções.

Para deixar seu veículo em bom estado de conservação por mais tempo, o ideal é seguir o plano de manutenção preventiva recomendado pela montadora. Além das revisões obrigatórias, o plano de manutenção apresenta os prazos para a inspeção e troca das peças do veículo, o que evita falhas por desgaste de componentes.

 

5. Valorização

Não é segredo pra ninguém que o carro começa a desvalorizar assim que sai da concessionária.
Mas o cuidado com as manutenções preventivas ajuda a manter o bom desempenho do veículo até a hora de vendê-lo, evitando uma depreciação maior que a média do mercado na hora da revenda.
Caso o dono do carro consiga comprovar as revisões realizadas e o histórico de manutenções e trocas de peças, é possível obter preços até mesmo maiores que as tabelas oficiais e o valor médio de mercado. No fim, as despesas realizadas ao longo dos anos com manutenção podem ser compensadas com a valorização do carro na revenda.

 

Mecânico de confiança

Nossa dica, então, é que você não espere um problema acontecer. O ideal é um trabalho preventivo, e não o emergencial. Agende sua manutenção com antecedência, a cada 6 meses ou 10 mil quilômetros rodados4, e faça disso algo regular.

E muito importante: procure sempre uma oficina de confiança, com mecânicos qualificados. E quando precisar trocar alguma peça do carro, sempre exija do mecânico o item que foi substituído e a embalagem do novo componente.

Só utilize autopeças de qualidade, que estejam de acordo com as especificações do fabricante e de procedência conhecida.

Confira nosso post para saber como identificar uma peça automotiva falsificada. 

 

Referências:

1, 2, 3g1.globo.com/Noticias/Carros/0MUL414022-9658,00-BRASILEIRO+GASTA+R+POR+ANO+COM+MANUTENCAO.html

4 www.meuportoseguro.com.br/meu-carro/dicas-para-carro/de-quanto-em-quanto-tempo-deve-se-fazer-a-revisao-do-carro/

 

Leave a Comment